Após seca no Sul, preço do milho safrinha em MT deve aumentar

06/01/2012

A seca no Sul do Brasil, que afetou as lavouras de milho da região, devem elevar os preços do milho safrinha de Mato Grosso nos leilãos promovidos pela Companhia de Abastecimento Nacional (Conab). Expectativa da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja-MT) é de que o preço da saca gire em torno de R$ 15, podendo chegar a R$ 17. No ano passado, a média de preço da saca de 60 kg foi R$ 16. Mato Grosso deve participar com uma fatia de cerca de 5 milhões de toneladas.

A safra 2011/2012 deve ser a maior do Estado até agora, com 2,2 milhões de área plantada, que devem atingir uma produção de 10 milhões de toneladas, segundo estimativa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Segundo o presidente da Aprosoja-MT, Carlos Fávaro, os produtores estão com expectativas nos leilões realizados pela Conab, e que devem ter início no final de janeiro. "Os leilões são uma estratégia do governo para estabilizar os preços do grão e garantem a demanda interna da indústria e produtores de animais, como suínos e aves", explica.

Fávaro acrescenta ainda que os preços do milho devem oscilar muito até a safra, podendo baixar ou se elevarem. "Isso dependerá muito da safra da região Sul, que é a que dita os preços do grão no país".

Fonte: http://www.sonoticias.com.br/agronoticias/mostra.php?id=48896