Colheita de soja em Mato Grosso ganha ritmo e supera 20% da área, diz Imea

Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/colheita-de-soja-em-mato-grosso-ganha-ritmo-e-supera-20--da---225-rea--diz-imea_191531.html Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/colheita-de-soja-em-mato-grosso-ganha-ritmo-e-supera-20--da---225-rea--diz-imea_191531.html

10/02/2014

A colheita de soja em Mato Grosso, maior produtor do Brasil, acelerou-se nesta semana, com produtores contando com um tempo mais seco para tirar o atraso das últimas semanas.

O ritmo de trabalho neste início de colheita esteve mais lento do que o registrado no mesmo período do ano passado, na maior parte do mês de janeiro, uma situação que mudou com o tempo mais seco do início de fevereiro.

Até quinta-feira, os produtores de Mato Grosso tinham colhido 21,7 por cento da área, cerca de o dobro do registrado na mesma data da semana passada, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Na mesma época do ano passado, o índice era de 17,2 por cento.

Além do tempo que favoreceu a colheita, os produtores plantaram um volume maior de variedades de ciclo mais curto na safra 2013/14, o que implica em mais soja precoce para ser colhida antes.

Com mais de 20 por cento da área colhida e uma produtividade média estimada em 3,2 toneladas por hectare, é possível afirmar que os agricultores já colheram 5,8 milhões de toneladas, de uma safra estimada para atingir 25,7 milhões de toneladas, segundo dados do instituto ligado aos produtores.

O Mato Grosso responde por pouco menos de um terço da safra de soja do Brasil.

O plantio de milho, realizado na chamada segunda safra do Estado, também avançou ao longo da semana para 16 por cento da área, contra 7,8 por cento na semana anterior. Na mesma data do ano passado, o plantio nesta época estava em 20 por cento.

Em geral, o plantio de milho é feito após a colheita de soja no Estado.

Fonte: Reuters, escrita por Roberto Samora