Colheita do milho atinge 95% em Sorriso; grão à céu aberto não preocupa

Imagem retirada de http://www.agrolink.com.br/noticias/colheita-do-milho-atinge-95--em-sorriso--grao-a-ceu-aberto-nao-preocupa_178934.html Imagem retirada de http://www.agrolink.com.br/noticias/colheita-do-milho-atinge-95--em-sorriso--grao-a-ceu-aberto-nao-preocupa_178934.html

31/07/2013

A colheita do milho entra na reta final em Sorriso com o ritmo implementado nos últimos dias. O Sindicato Rural aponta que já atingiu 95% dos aproximados 430 mil hectares cultivados nesta safra. A área sofreu incremento de 15% em comparação ao ano passado, quando foram com pouco mais de 390 mil hectares. A produtividade média, neste ciclo, no entanto, não foi divulgada.

Mesmo a safra entrando na reta final e o milho necessitando cada vez de mais espaço, o presidente do sindicato, Laércio Lanz, afirmou em entrevista ao Só Notícias, que o já "estocado" à céu aberto não preocupa. “Este milho que esta do lado de fora já foi todo vendido e dentro de trinta dias será transportado. Não será nenhum prejuízo", afirmou. Não há confirmado, no entanto, a quantidade de grão nesta situação.

No Estado, o último boletim de acompanhamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) aponta que a colheita já atinge 75,1% da área cultivada de 3 milhões de hectares. A região Médio-Norte é a mais avançada, tendo sido atingido 85,5% da extensão plantada, seguida do Norte com 72,9% e do Nordeste, com 70,6%. O Sudeste figura em seguida com 63,9%, Oeste com 63,6%, Centro-Sul 56,2% e Noroeste 55,7%.

Apesar da safra ter avançando, o instituto apontou que o preço do grão continua em queda. Do início do ano até agora a redução chegou R$ 8 no valor da saca. Foram realizados até o momento dois leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro), que somaram juntos 1,94 milhão de toneladas, além de cinco leilões para Contrato de Opção de Venda (COV), que somaram 2,08 milhões de toneladas. No entanto, o órgão frisou que “apesar de os leilões terem assegurado a comercialização de 4 milhões de toneladas do milho, os preços em Mato Grosso ainda não reagiram, com cotações bem abaixo do preço mínimo de R$ 13,02/sc, cerca de 40,6% inferiores a julho de 2012).

Fonte: SÓ Notíicia, escrita por Ivan Oliveira