Colheita do trigo será maior na região dos Campos Gerais (PR)

Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/colheita-do-trigo-sera-maior-na-regiao-dos-campos-gerais--pr-_183058.html Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/colheita-do-trigo-sera-maior-na-regiao-dos-campos-gerais--pr-_183058.html

09/09/2013

Uma das principais culturas do agronegócio nos Campos Gerais, o trigo inicia nas próximas semanas o processo de colheita da safra 2012/2013. Antes disso, os produtores da região ainda calculam os prejuízos da geada que atingiu Ponta Grossa e os municípios vizinhos no último dia 28; mesmo assim, a expectativa do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Agricultura de Abastecimento (Seab) é que a produção na região supere os números da safra passada, quando 404 mil toneladas foram colhidas.

De acordo com Luiz Alberto Vantroba, economista do Deral de Ponta Grossa, o aumento na produção de trigo é resultado do aumento da área de plantio na região: na atual safra, a área plantada foi de 162,2 mil hectares - contra 130 mil da safra passada. Já considerando as perdas da geada de julho, que tirou quase 15% da área, a expectativa do Departamento (sem considerar as perdas de agosto) é de que 150 mil hectares sejam colhidos - somando os 18 municípios que integram o núcleo de Ponta Grossa na Seab.

“Não se trata de um aumento de produtividade significativo, e sim da área de plantio. Nosso departamento de assistência técnica está avaliando os prejuízos da geada de agosto, e nossa intenção é divulgar os números até segunda-feira”, explica Vantroba. Segundo números preliminares e informações de alguns produtores da região, cerca de 5% da área de plantio foi perdida no mês passado; caso a projeção se confirme, a produção de trigo na região ficaria na casa de 470 mil toneladas – 16% a mais do que em 2012.

Avaliação
Já sabendo que as perdas de agosto serão menores em relação aos números de julho, Vantroba faz uma avaliação positiva dos números até então. “Teremos uma evolução na produção, e isso é importante. Os agricultores da região, em geral, estão conseguindo bons preços para seus produtos e bons resultados na colheita”, ressalta. No caso do trigo, a expectativa atual é que, se confirmada a perda de 5% na estatística de segunda-feira, a área a ser colhida seja de 142 mil hectares.

Fonte: Diário dos Campos