Com crescimento estimado de 12,4%, colheita da soja deve atingir 6,8 milhões de toneladas em MS

Imagem retirada de http://www.musculacaovegana.com.br/posts/mitos-soja/ Imagem retirada de http://www.musculacaovegana.com.br/posts/mitos-soja/

30/01/2015

A informação é da Aprosoja/MS - Associação dos Produtores de Soja apresentada no lançamento oficial da colheita realizado nesta terça-feira (27), na sede da Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária de MS.

Se atingida a previsão de mais uma safra recorde, Mato Grosso do Sul se manterá como quinto maior produtor nacional de soja do País. Caso o volume de produção se confirme, a alta será de 12,4% em relação ao mesmo período do ano passado, quando os produtores sul-mato-grossenses colheram 6,05 milhões de toneladas de soja.

Segundo as informações da Aprosoja, a área destinada ao cultivo da soja em Mato Grosso do Sul subiu 5,5% nas últimas duas safras, saindo de 2,18 mil para 2,3 milhões de hectares, avançando principalmente sobre áreas de pasto e cana-de-açúcar. O crescimento mais expressivo na produção do que na área reforça a sustentabilidade das lavouras, considerando o aumento da produtividade no intervalo analisado, que saiu de 46,2 sacas para 49,3 sacas por hectare.

O presidente da Aprosoja/MS, Mauricio Saito, disse durante o lançamento que as condições climáticas são fundamentais para essa última etapa de produção da soja em algumas regiões do Estado. Em relação ao desenvolvimento do setor nos últimos anos, Saito destaca a atuação do produtor rural e adesão a novas tecnologias. "Mato Grosso do Sul só consegue atingir números consistentes de produtividade e produção graças ao envolvimento de entidades como a Fundação MS que oferece pesquisas que propiciam o desenvolvimento e a tecnologia empregada no setor", salienta.

Se a análise for feita em relação à última década, a diferença entre o crescimento na área e de produção é ainda maior. A área que era de 1,9 milhão de hectares em 2005/06 aumentou aproximadamente 18%, já a produção subiu 53% no mesmo intervalo, considerando que há dez anos o Estado produziu 4,4 milhões de toneladas de soja. (Veja na tabela abaixo o comparativo com outros anos).

Segundo o Departamento Técnico da Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária de MS, até o momento foram registrados 17 casos de ferrugem asiática (Consorcio anti-ferrugem/Embrapa) nas lavouras de Mato Grosso do Sul, 45% a menos que os 31 casos contabilizados no total da safra anterior.

Mercado - De acordo com o Departamento de Economia do Sistema Famasul, em 2014 o preço da soja no mercado interno atingiu R$ 59,45 a saca, com crescimento leve de 0,75% em relação a média de 2013, de R$ 59,01 a saca. "O mercado foi marcado por altas e baixas em 2014, cenário que pode ser explicado pelas expectativas de excesso de OFERTA dos Estados Unidos, que apresentou recorde de produção, juntamente com a supersafra da América Latina", ressalta a gestora econômica da Famasul, Adriana Mascarenhas.

Fonte: Agrolink, com informações do Cenário MT