CTC prevê aprovação de variedade transgênica de cana no 1º semestre

Imagem: SXC Imagem: SXC

02/12/2016

O CEO do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), Gustavo Leite, previu que na primeira metade do ano que vem a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CNTBio) poderá liberar comercialmente a primeira variedade de cana-de-açúcar transgênica.

"Entregamos o dossiê para a primeira variedade de cana geneticamente modificada à CTNBIO no fim do ano passado e a qualquer momento pode vir a aprovação. Imaginamos que entre março e junho, na primeira metade do ano que vem", estimou Leite em conversa com o Broadcast Agro, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, ao final do 25th ISO International Seminar, organizado pela Organização Internacional do Açúcar (OIA) em Londres.

A CNTBio é o órgão que aprova todos os passos da pesquisa e a liberação para a comercialização. As primeiras variedades geneticamente modificadas vão trazer como característica, de acordo com o CEO, a resistência à broca. Além da cana geneticamente modificada, o CTC também desenvolve pesquisas, em parcerias, para desenvolver o plantio em regiões de seca, maior capacidade de fotossíntese e variedade de uma cana com 10% a 15% a mais de teor de açúcar.

A instituição desenvolve tecnologias para o setor sucroenergético e, desde 2012, passou a ter um enfoque em algumas tecnologias que não estivessem em desenvolvimento no resto do mundo, como melhoramento genético, biotecnologia agrícola, sementes artificiais e o etanol celulósico.

fonte: Udop, com informações do Estadão Conteúdo (texto extraído do portal Faesp Senar)