Destaque na balança, exportação de milho sobe 132% no semestre

Imagem retirada de http://blogdoeloiltoncajuhy.com.br/site/24-de-maio-dia-nacional-do-cafe-e-dia-nacional-do-milho/ Imagem retirada de http://blogdoeloiltoncajuhy.com.br/site/24-de-maio-dia-nacional-do-cafe-e-dia-nacional-do-milho/

04/07/2016

O desempenho do milho na balança comercial deste primeiro semestre indica o motivo de as indústrias enfrentarem uma escassez de cereal nos últimos meses.

As exportações de janeiro a junho somaram 12,3 milhões de toneladas 132% mais do que em igual período do ano passado, segundo a Secex (Secretaria de Comércio Exterior).

Se considerados os dados dos últimos 12 meses até o final de junho, a saída do cereal atingiu 36 milhões de toneladas, 75% mais do que em igual período anterior.

Esse grande volume de milho exportado trouxe para o país US$ 2,2 bilhões apenas no primeiro semestre do ano, 121% mais do que de janeiro a junho de 2015.

A liderança nas exportações do semestre ficam, no entanto, para a soja. Ao somar 38,6 milhões de toneladas no período, a oleginosa trouxe US$ 13,9 bilhões de divisas para o país.

Outros destaques entre os produtos básicos foram minério de ferro e petróleo. Devido à queda de preços, porém, as receitas dessas duas commodities são menores neste ano.

De uma forma geral, os básicos perdem participação para os industrializados neste ano na balança comercial. Em junho, os básicos somaram US$ 7,82 bilhões, representando 47% do total da balança. Em junho do ano passado, somavam 49%.

As carnes, considerando apenas o produto ªin naturaº, obtiveram US$ 5,8 bilhões de janeiro a junho, 4% mais do que em igual período anterior.

O frango liderou com US$ 3 bilhões, segundo dados da Secex.

fonte: Udop, com informações da Folha de S.Paulo (escrita por Mauro Zafalon)