Entrega de fertilizantes tem aumento de 10% em 2016

Imagem retirada de http://globalfert.com.br/imagens/Dest/3931_fertilizantes.jpg Imagem retirada de http://globalfert.com.br/imagens/Dest/3931_fertilizantes.jpg

17/08/2016

A entrega de fertilizantes bateu recorde nos sete primeiros meses de 2016. Foram 16,52 milhões toneladas, alta de 10,4% sobre o volume comercializado no mesmo período em 2015. Os dados foram divulgados hoje (16) pela Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda).

Considerando apenas os resultados de julho, a alta na entrega do produto cresceu 2,7%, chegando a 3,34 milhões de toneladas.

Ainda segundo a Anda, o total de nutrientes (NPK), entregues também apresentou aumento de 9,4% no mês de julho, alcançando 7,03 milhões de toneladas. De janeiro a julho, as entregas de fertilizantes nitrogenados apresentaram alta de 10,6% nos sete meses de 2016, atingindo 2,06 milhões de toneladas, contra 1,86 milhões de toneladas do mesmo período do ano passado, em função do aumento da demanda para milho, café e cana de açúcar.

Em relação às importações, as compras dos produtos do tipo intermediá alcançaram 12,46 milhões de toneladas nos sete meses de 2016, indicando aumento de 2,5% em relação ao mesmo período de 2015, indicando aumento de 2,5% em relação ao mesmo período de 2015, quando foram descarregados pelos portos brasileiros 12,16 milhões de toneladas. Enquanto os fertilizantes nitrogenados e potássicos registraram respectivamente altas de 5,4% e 6,1%, os fosfatados tiveram queda de 4,2%. Pelo porto de Paranaguá, a principal porta de entrada dos fertilizantes, foram importadas 4,64 milhões de toneladas, ou seja, redução de 8,7% em relação ao mesmo período do ano passado, e representou 37,2% das importações totais do país.

fonte: Udop, com informações da Datagro (texo extraído do portal Uagro)