EUA devem sinalizar menor estoque de milho, dizem analistas

13/01/2012


Analistas esperam ver uma redução nas estimativas de estoques de milho dos Estados Unidos no relatório mensal de oferta e demanda que o Departamento de Agricultura (USDA) divulga amanhã, às 10h30.

A perspectiva se deve a uma colheita menor do que o esperado. No entanto, a oferta de soja deve se manter estável, segundo analistas, pois ajustes modestos na demanda devem compensar qualquer mudança nas estimativas oficiais de produção. Conforme levantamento da agência Dow Jones, analistas estimam que o USDA estimará a colheita de milho em 12,280 bilhões de bushels, o que representa queda de 0,2% ante a projeção de novembro.

Uma safra menor e uma forte demanda doméstica devem ajudar a reduzir a projeção de oferta de milho no fim do ano. O clima que atrasou a colheita no leste do Meio-Oeste deixou as lavouras em condição de umidade adversa e fará o USDA reduzir a perspectiva de produção apresentada em novembro, disse o analista Shawn McCambridge, da corretora Jefferies Bache.

Ele acrescentou que uma sólida demanda na indústria pecuária, com aumento da oferta de gado e suínos, é um peso forte na oferta de milho dos Estados Unidos. A expectativa é de que o USDA reduza sua previsão para os estoques de milho de 31 de agosto de 2012, quando termina a safra, para 753 milhões de bushels.

Trata-se de uma queda de 11,2% ante a projeção de dezembro do USDA. Espera-se que o governo preveja um forte consumo no primeiro trimestre do ano comercial 2011/12, de modo que os estoques de 1º de dezembro são estimados em 9,401 bilhões de bushels, de acordo com analistas. Para a soja, a agência do governo deve estimar a oferta doméstica em nível semelhante ao de novembro.

Analistas esperam uma colheita de 3,042 bilhões de bushels, menos do que a estimativa de novembro, de 3,046 bilhões de bushels. Prevalece o entendimento de que o USDA vai apenas ajustar os rendimentos de quarta-feira, já que a maioria das questões de safra já foram assimiladas pelos dados do governo.

O USDA também deve praticamente manter a projeção para os estoques, em 227 milhões de bushels, queda de 1,3% ante a leitura feita em dezembro. As informações são da Dow Jones.