Exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 7,07 bi em abril de 2015

Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/exporta--231---245-es-do-agroneg--243-cio-brasileiro-somaram-us--7-07-bi-em-abril-de-2015_218507.html Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/exporta--231---245-es-do-agroneg--243-cio-brasileiro-somaram-us--7-07-bi-em-abril-de-2015_218507.html

11/05/2015

As exportações do agronegócio brasileiro alcançaram a cifra de US$ 7,07 bilhões em abril de 2015, queda de 26,5% em relação a abril de 2014. As importações também tiveram queda de US$ 1,45 bilhão em abril de 2014 para US$ 1,12 bilhão em abril de 2015. Mesmo com a queda, o saldo da balança comercial do agronegócio foi positivo, em US$ 5,95 bilhões. Os dados são do Sistema de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (Agrostat).

“A paralisação do porto de Santos, por conta de um incêndio que durou dez dias, foi uma das principais causas da queda desses valores, principalmente para a soja em grãos e o açúcar”, comentou o diretor de Promoção Internacional do Agronegócio, Alberto Fonseca.

Ainda de acordo com o diretor, "o impacto nos embarques de soja em grãos ocorridos por esse canal foi de 88,5% em valor e 85% em quantidade, de US$ 1,47 bilhão e 2,92 milhões de toneladas em abril/2014 para US$ 168,37 milhões e 439,12 mil toneladas em abril/2015. Ou seja, bem acima da média nacional de -38,7% (valor) e -20,6% (quantum)". No caso do açúcar, a queda em Santos foi de 53,2% em valor e 49,6% em quantidade.

Responsáveis por 83,9% do valor exportado, o complexo soja, as carnes, os produtos florestais, o café e o complexo sucroalcooleiro foram os principais setores exportadores do agronegócio no mês de abril.

Principais setores
O complexo soja somou U$ 3,1 bilhões nas vendas externas, o que o tornou o principal setor exportador do agronegócio no mês. A soja em grãos foi o principal produto, com embarque de 6,5 milhões de toneladas e US$ 2,53 bilhões. Nos embarques, houve queda de 20,6%, se comparado ao mesmo período de 2014. Além dessa diminuição, houve queda de 22,8% no preço médio de exportação.

As carnes ficaram na segunda posição dentre os principais setores exportadores do agronegócio. As vendas do setor foram de US$ 1,15 bilhão em abril. A carne de frango foi o principal produto, com US$ 557,73 milhões, seguido pela carne bovina, que somou US$ 445,50 milhões.

Na terceira colocação estão os produtos florestais, com US$ 843,48 milhões em abril de 2015. No setor, o destaque foi para a madeira e suas obras, com aumento de 12,5% nas exportações, atingindo o montante de US$ 247,15 milhões. Já o papel e a celulose tiveram queda de 2,0%, sendo 1,1% na quantidade exportada e 0,9% no preço médio de exportação.

O café ficou na quarta posição, com vendas de US$ 525,22 milhões em abril deste ano. O destaque é do café em grão, com US$ 468,85 milhões, seguido pelo café solúvel, que somou US$ 51,66 milhões nas exportações.

Na quinta posição ente os principais setores exportadores de abril está o setor sucroalcooleiro, que registrou queda de 45,0%, devido à diminuição na quantidade embarcada de açúcar ao exterior. A queda de 7,0% no preço médio de exportação do açúcar também contribuiu para a redução das vendas externas, que foram de US$ 308,37 milhões em abril.

Acumulado 12 meses
Entre maio de 2014 e abril de 2015, as exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 92,40 bilhões. O complexo soja foi o setor que mais se destacou no período, com vendas da ordem de US$ 27,7 bilhões e 57,2 milhões de toneladas. Em seguida está o setor de carnes, com exportações de US$ 16,6 bilhões. Em terceiro lugar estão os produtos florestais, com a cifra de US$ 10,08 bilhões, seguido pelo setor sucroalcooleiro, com US$ 9,92 bilhões. Por último ficou o café, com vendas que alcançaram o montante de US$ 7,09 bilhões.

Fonte: Agrolink, com informações da Assessoria de Comunicação Social do MAPA