IGC eleva previsão para safras globais 2016/17 e 2017/18

Imagem retirada de http://www.douradosagora.com.br/media/images/7110/56262/tmp/wmX-518x388x4-583eaadcd776e6a12b8610a0 Imagem retirada de http://www.douradosagora.com.br/media/images/7110/56262/tmp/wmX-518x388x4-583eaadcd776e6a12b8610a0

31/07/2017

O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) elevou nesta quinta-feira, 27, sua projeção para a safra global 2016/17, para 2,111 bilhões de toneladas, de uma estimativa de 2,106 bilhões de toneladas em março. O volume representa incremento de 5% ante o observado no ciclo anterior.

Trata-se de uma produção recorde, impulsionada pela safra de milho no Hemisfério Sul. Nos últimos 12 relatórios divulgados pelo IGC, 11 apresentaram revisão para cima nos números.

Por produto, o IGC elevou sua previsão para a produção de milho de 1,053 bilhão para 1,059 bilhão de toneladas. No caso do trigo, a projeção está agora em 753 milhões de toneladas. A estimativa de arroz passou para 483 milhões de toneladas, enquanto a da soja foi a 345 milhões de toneladas. Conforme a entidade, o Brasil deve ter uma safra robusta de soja, ao passo que a Índia deve manter as compras de trigo.

Os estoques finais da temporada devem somar 516 milhões de toneladas, 3 milhões de toneladas a mais frente o previsto em março pelo IGC.

A entidade também divulgou sua previsão para o ciclo 2017/18, quando o mundo deve produzir 2,054 bilhões de toneladas de grãos. Em março, eram esperados 2,050 bilhões de toneladas. Apesar do aumento na comparação mensal, o volume ainda representa queda de 3% ante o esperado para a temporada vigente.

fonte: Udop, com informações da Dow Jones Newswires (texto extraído da revista IstoÉ Dinheiro)