Inoculação no sulco: um aliado na produtividade

Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/inocula--231---227-o-no-sulco--um-aliado-na-produtividade_218708.html Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/inocula--231---227-o-no-sulco--um-aliado-na-produtividade_218708.html

15/05/2015

A tecnologia na agricultura contribuiu para o desenvolvimento do plantio da soja, ampliando o rendimento com processos mais eficientes. A utilização de inoculantes para fixar nitrogênio nas plantas aumenta, em média, 8% a produtividade das lavouras de soja.

Existem, atualmente, dois métodos de aplicação de inoculantes: nas sementes e no sulco da semeadura, sendo o segundo o mais aconselhado pela Associação Nacional dos Produtores e Importadores de Inoculantes (ANPII). Ao adquirir sementes tratadas industrialmente o agricultor hesita em fazer mais um tratamento, no caso com o inoculante, em sua propriedade, tanto por receio de danificar o tratamento químico, como pela praticidade de levar a semente diretamente da saca, ou bag, para a plantadeira.

“O inoculante vem sendo deixado de lado em algumas propriedades, com redução da produtividade ou sendo usado diretamente na caixa da semeadeira, sem mistura com as sementes ou com uma mistura precária, o que prejudica o pleno funcionamento da fixação biológica do nitrogênio”, enfatiza Solon Araujo, consultor da ANPII.

Optar pela inoculação no sulco, além de ser uma opção mais ágil, é bem-sucedida com relação à eficácia na fixação de nitrogênio. “A inoculação no sulco tem se mostrado até mais produtiva, pois os efeitos negativos dos fungicidas e outros produtos utilizados no tratamento de sementes são minimizados por este novo sistema de inoculação”, pontua.

A aplicação dos inoculantes no solo evita a mortalidade das bactérias, pois não há contato direto com agroquímicos nem com as altas temperaturas da caixa de sementes. Além disso, a uniformidade da aplicação garante a qualidade do plantio sem afetar o rendimento operacional do agricultor.

Para que a inoculação no sulco de plantio seja realizada de maneira eficiente, modernos equipamentos foram desenvolvidos para esta finalidade e hoje já se pode utilizar a semeadura no sulco tanto em pequenas áreas como em grandes fazendas, sem prejudicar a rapidez da semeadura. Atualmente, existem máquinas especializadas que realizam o sistema de pulverização dirigida no sulco de plantio.

Fonte: Agrolink, com informações da Assessoria