Maggi defende maior comércio entre países do Brics

Imagem retirada de http://www.dw.com/image/40327948_303.jpg Imagem retirada de http://www.dw.com/image/40327948_303.jpg

06/09/2017

Durante a 9ª reunião de Cúpula do Brics ( bloco que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o ministro da Agricultura, Blairo Maggi defendeu um comércio mais forte entre as nações. "Há um potencial gigante [de negócios], mas se não houver medidas concretas, não há por que existir", disse, em nota, o ministro.

O ministro que já esteve na China, principal parceiro do agronegócio brasileiro, afirmou que o país asiático deve habilitar novas plantas frigoríficas aptas a exportar carne bovina.

"A China é grande compradora de alimentos, mas também vende muitos produtos agropecuários, especialmente na Ásia." Isso ocorre, ressaltou, pela abertura do mercado chinês. Na avaliação de Maggi, o desafio do Brasil é se tornar igualmente mais aberto no comércio internacional.

Ainda com foco no mercado chinês, o ministro enfatizou que é preciso elevar as exportações agropecuárias com valor agregado. "Em vez de vendermos só grãos, também queremos exportar carnes processadas. Isso é importante para o Brasil não só pelas divisas que geram, mas porque garantem milhares de empregos na agropecuária."

fonte: Udop, com informações da Datagro (texto extraído do portal Uagro)