PIB do agronegócio cresce 0,17% em julho, diz CNA

Imagem retirada de http://www.centralgraos.com.br/agronegocio-evita-a-derrocada-da-nossa-economia/ Imagem retirada de http://www.centralgraos.com.br/agronegocio-evita-a-derrocada-da-nossa-economia/

20/10/2014

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 0,17% em julho e acumula alta de 1,9% nos primeiros sete meses de 2014, segundo levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP). A alta acumulada foi puxada pela produção agropecuária, com crescimento de 4,23%, pelos insumos, com 1,78% e a distribuição, com aumento acumulado de 1,56% entre janeiro e julho. A agroindústria recuou 0,02% no período e o foi único setor avaliado com PIB negativo no período, revertendo uma alta acumulada de 0,10% no primeiro semestre de 2014.

Na abertura dos dados, o resultado negativo industrial do agronegócio ocorreu por conta da indústria da agricultura, com recuo de 0,71% nos primeiros sete meses de 2014. A queda no segmento agroindustrial só não foi maior por conta da alta de 4 67% do PIB da indústria da pecuária entre janeiro e julho de 2014.

O PIB da agricultura teve crescimento zero em julho e acumula alta de apenas 0,61% em 2014. O segmento primário na agricultura cresceu 3,25% nos primeiros sete meses e foi o principal responsável pelo desempenho da cadeia produtiva agrícola. Já os segmentos de insumos e distribuição para a agricultura tiveram variação, no acumulado de janeiro a julho, de 1% e de -0,001%, respectivamente.

Segundo a CNA e o Cepea, na agricultura os melhores resultados foram obtidos em culturas como as da banana (+38,8%), cacau (+50 57%), laranja (+46,03%) e algodão (+30,65%). "Banana, cacau, laranja, soja e uva apresentaram crescimento tanto nos preços quanto na produção. Já em relação ao trigo, algodão e mandioca, a produção cresceu mesmo com os preços em patamares inferiores àqueles praticados em 2013", informou.

Já o PIB da pecuária cresceu 0,56% em julho e tem aumento acumulado de 4,88% nos sete primeiros meses de em 2014. O PIB do setor básico da pecuária avançou 5,47% no ano, até julho, o da distribuição cresceu 5,19% e o PIB de insumos para o segmento registrou alta de 2,91% no período.

Fonte: Diário de Pernambuco, com informações da Agência Estado