Plano Safra terá juro menor ao produtor

05/06/2012

Após a sétima queda consecutiva na taxa básica de juros no país, o Plano Safra 2012/13 reduzirá em, pelo menos, meio ponto percentual o juro do crédito da agricultura empresarial, de 6,75% ao ano. O anuncio deve ser feito neste mês pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, em Brasília. O pleito da Farsul, contudo, é que a taxa seja reduzida para entre 5% e 5,5%. "A medida seria coerente, principalmente para superarmos o baque da seca", argumenta o presidente da Comissão de Crédito Rural da Farsul, Elmar Konrad. Hoje, o menor juro para o setor é o do Programa Agricultura de Baixo Carbono, de 5,5%.
O secretário-executivo do ministério, José Carlos Vaz, informou que os pleitos estão em negociação há mais de 30 dias com o Banco Central e o Ministério da Fazenda. Sem revelar valores, ele antecipou que haverá incremento nos R$ 107,2 bilhões disponibilizados em 2011 para custeio e investimento. No forno, consta ainda revisão de preços mínimos e da verba para seguro rural. "O Plano Safra será melhor que o que está em curso."
O economista da Farsul, Antônio da Luz cobra menos conservadorismo. Ele lembra que a Selic caiu 30% nos últimos dois anos. "Se o governo acredita que a inflação está sob controle e aposta no Brasil, o corte poderia ser um pouco mais agressivo."

Fonte: Correio do Povo