Produção agrícola brasileira cresce 14% e alcança R$ 232 bilhões em 2013

Imagem: Steven Goodwin, SXC Imagem: Steven Goodwin, SXC

17/12/2014

O valor da produção da agricultura brasileira alcançou R$ 232,5 bilhões em 2013, um aumento de 14% em relação ao ano anterior, segundo o levantamento Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgado nesta terça-feira, 16, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A soja teve uma participação de quase um terço do valor da produção: 29,7%. Em segundo lugar ficou a cana-de-açúcar, com 18,5%, seguida pelo milho, com 11,5%. Juntos, os três produtos responderam por 59,7% do valor da produção total do País.

O IBGE ressalta que, das 64 culturas investigadas, 33 tiveram produção menor em relação a 2012, e 31 tiveram aumento. Em 2013, o Brasil colheu uma safra recorde de grãos de 188,1 milhões de toneladas, 16,1% superior à de 2012. O total produzido de soja (81,7 milhões de toneladas) e milho (80,3 milhões de toneladas) também alcançou o recorde de toda a série histórica, iniciada em 1970. Os preços favoráveis na época de plantio da safra de soja e da segunda safra de milho incentivaram os produtores a ampliar os investimentos nas lavouras.

Já a mandioca registrou queda de 6,8%, em razão da seca iniciada em 2012 na região Nordeste e que se prolongou em 2013 em importantes áreas produtoras. Apesar disso, o aumento dos preços fez o valor da produção da raiz crescer 28,5% em relação a 2012. No período, também houve elevação nos valores de produção na soja (36,6%), cana-de-açúcar (6,2%), mandioca (28,5%), arroz (19,9%) e feijão (11,7%).

Municípios. O município de Sorriso/MT liderou o ranking de maior participação no valor da produção agrícola brasileira em 2013. O município deteve 0,9% do total do País, o equivalente a R$ 2.067.310 entre os R$ 232.469.269 totais.

Sorriso/MT foi o maior produtor nacional de soja no ano. O grão foi responsável por 62,3% do valor de produção local.

Em segundo lugar ficou Cristalina/GO, com R$ 2.066.205, com destaque para o tomate, responsável por 34% desse valor. São Desidério/BA arrecadou R$ 1.728.878, a reboque do algodão herbáceo, com uma fatia de 55,7% desse total. Em Sapezal/MT, que amealhou R$ 1.649.486, a soja foi responsável por 54,3%. O grão também impulsionou o resultado de Campo Novo do Parecis/MT, com uma fatia de 56,3% dos R$ 1.595.482.

Dos 50 municípios com maior valor de produção, dez apresentaram resultados menores do que os registrados em 2012: São Desidério/BA, Sapezal/MT, Formoso do Rio Preto/BA, Unaí/MG, Rio Brilhante/MS, Barreiras/BA, Paracatu/MG, Luís Eduardo Magalhães/BA, Sidrolândia/MS e Morro Agudo/SP.

Em 2012, São Desidério/BA ocupou a liderança do ranking, mas passou a terceiro colocado em 2013. Já o líder atual, Sorriso/MT, era apenas o terceiro maior valor de produção em 2012.

Fonte: Udop, com informações da Agência Estado (escrita por Daniela Amorim)