Rio Grande do Sul deve colher maior safra de grãos da história, aponta Emater

Imagem:Diogo Zanatta / Especial Imagem:Diogo Zanatta / Especial

13/03/2015

O Rio Grande do Sul deve colher a maior safra de grãos da história. A perspectiva foi confirmada pela Emater, que divulgou levantamento sobre o ciclo atual em evento durante a Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque.

Somente a colheita de verão é estimada em 28,97 milhões de toneladas. Considerando o ciclo de inverno passado, o número total ultrapassa 30 milhões de toneladas no ciclo 2014/2015, mesmo com a quebra de 50% da safra de trigo.

O principal destaque é o resultado da soja, cujo prognóstico é de que atinja novamente um volume histórico, chegando a 14,8 milhões de toneladas no Estado — aumento de 13,78% na comparação com a safra passada.

A previsão é de que, considerando a atual safra de verão e sem contar os reflexos indiretos da produção na indústria e serviços, sejam injetados na economia R$ 23,05 bilhões. Segundo a Emater, o que faz o Estado alcançar este patamar é o aumento na área plantada (de 2%, no total) e o rendimento por hectare da soja e do milho.

— O que fez diferença nesta safra foi o aumento do rendimento por hectare, além da combinação entre clima favorável e investimentos em tecnologia — afirma Alencar Rugeri, assistente técnico estadual da Emater.

Diretor técnico da Emater, Lino Moura destaca a sequência de safras positivas:

— As três safras cheias seguidas capitalizaram o produtor e permitiram que ele fizesse investimentos em tecnologia, outro fator importante para o aumento da produtividade das lavouras.

Fonte: Zero Hora, escrita por Joana Colussi