Safra de cana pode chegar a 659 milhões de toneladas

Imagem: Jesuino Souza, SXC Imagem: Jesuino Souza, SXC

08/08/2014

A estimativa de cana de cana-de-açúcar produzida na safra 2014/15 é de 659 milhões de toneladas, de acordo com o 2º levantamento da safra pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira (8). A maior parte da produção de cana-de-açúcar deverá ser destinada para a produção de etanol, representando 54,2%.

A produção de etanol total deverá passar de 27,9 bilhões para 27,6 bilhões de litros. Já a produção do etanol hidratado, utilizado nos veículos "flex-fuel", apresenta queda de 6,54% e passa de 16,1 bilhões para 15 bilhões. Entretanto, a previsão é de que o anidro, destinado à mistura com a gasolina, aumente em 6,11%, isto é, aumente de 11,8 bilhões para 12,5 bilhões de litros. A produção de açúcar está estimada em 38,2 milhões de toneladas, com crescimento de 1% em relação aos 37,9 milhões de toneladas produzidas na safra passada.

O estudo realizado nas 393 unidades produtoras do País revela que houve elevação da área de corte, que passou de 8,8 milhões para 9,1 milhões de hectares. Segundo o coordenador-geral de Açúcar e Álcool do Departamento de Cana-de-açúcar e Agroenergia (DCAA) da Secretaria de Produção e Agroenergia (SPAE) do Mapa, Cid Jorge Caldas, as condições climáticas influenciaram na diminuição da produtividade. “Em relação ao primeiro levantamento, tivemos uma queda na produção, mas isso foi causado pelas condições climáticas na região Centro-Sul, principalmente no estado de São Paulo. Esperávamos crescer mais, mas vamos ficar no mesmo nível do ano passado”.

Fonte: Agrolink, com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento