SC: Safra de maçã no Planalto Norte anima produtores

Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/sc--safra-de-maca-no-planalto-norte-anima-produtores_211694.html Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/sc--safra-de-maca-no-planalto-norte-anima-produtores_211694.html

16/01/2015


A safra da maçã no Planalto Norte já segue para o final. Enquanto alguns produtores fazem a limpeza dos frutos nos pomares, outros já ultrapassam a metade da colheita. Apesar de não ter chegado ao final e os números ainda não serem totalmente conhecidos, o sentimento é de balanço geral positivo, pois os produtores agora já planejam os investimentos futuros.

Para aqueles que tiveram seus pomares afetados por granizo e tiveram perdas importantes, tanto em qualidade dos frutos como também na quantidade da produção, a perspectiva é de investimentos para prevenir contra esse risco, de acordo com o engenheiro agrônomo Gilberto Neppel.

Para o presidente da Cooperativa de Fruticultores de Monte Castelo (CooperPomares), Denis Grein, que teve prejuízo significativo em seus pomares, há necessidade de investimentos em coberturas teladas para proteção dos pomares contra o granizo. “Já acionamos nosso departamento técnico para um levantamento detalhado dos produtores interessados no sistema e vamos fazer um projeto coletivo com os sócios da cooperativa para buscar o incentivo do SC Rural através da Epagri”, afirma.

Já na comunidade do Rio Novo, interior de Major Vieira, a perspectiva é de investimento na estruturação do Packing House já existente. O presidente da Coopermavi, Élcio Kasperzack, afirma que, com uma nova câmara fria e o aumento da área coberta do galpão, há possibilidade de aumentar as áreas plantadas na comunidade. “Não podemos aumentar muito a nossa área, sem ter onde classificar, resfriar e embalar. É preciso oferecer o produto com a melhor condição para não perder em qualidade e preço.”

Para Neppel, esta safra marca o antes e depois da atividade na região. “Apesar de o granizo ter sido mais intenso que em outros anos, atingido mais áreas, há necessidade de investimento na mitigação do risco. Esse foi o ano em que a safra foi totalmente beneficiada na região, na estrutura instalada em Monte Castelo, e isso foi um avanço muito grande. Por outro lado, os produtores que não sofreram com o granizo tiveram uma safra com ótimo retorno financeiro e animadora para incremento na atividade,” conclui.

Fonte: Agrolink, com informações do Correio do Norte