Setor rural estima aumento de 15,6% no Valor Bruto da Produção Agropecuária

Imagem retirada de http://www.sitedacarne.com.br/Noticia/parana-quer-aumentar-producao-agropecuaria-em-302525-244546 Imagem retirada de http://www.sitedacarne.com.br/Noticia/parana-quer-aumentar-producao-agropecuaria-em-302525-244546

26/08/2015

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) estima que o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) deve atingir R$ 522,52 bilhões no final deste ano, com crescimento de 15,6% em relação aos números obtidos no ano passado.

De acordo com a CNA, o desempenho positivo tem relação direta com o aumento de produção das principais lavouras e criatórios, como algodão (12,2%), amendoim (22,2%), cacau (15,5%), café (10,6%), cebola (41,4%), laranja (13,7%), trigo (13,2%) e frango (60,5%).

A avaliação técnica do setor rural é que, mantido o cenário atual, a área agrícola deverá faturar este ano R$ 310 bilhões, valor 10,2% superior ao registrado em 2014. Um dado relevante diz respeito à soja, com ganho previsto de 14,7% e valor total de R$ 103,5 bilhões.

O mais recente levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indica que a safra de grãos 2014/2015 pode chegar ao número recorde de 208,8 milhões de toneladas, aumento de 7,9% em comparação ao resultado da safra anterior, de 193,6 milhões de toneladas.

Uma das razões para esse resultado é o aumento da área plantada de soja e da segunda safra de milho. No caso do milho houve, ainda, a influência favorável das boas condições climáticas nas regiões produtoras.

Outro fator importante foi a variação favorável dos preços pagos ao produtor. A produção total de milho - de primeira e segunda safras - deve chegar a 84,3 milhões de toneladas, ao lado do crescimento de 6% nos índices de produtividade verificados nas duas safras.

No caso da pecuária, o VBP estimado chega a R$ 211,6 bilhões, com aumento de 24,5% no faturamento, em relação aos números do ano passado. Destaque para a avicultura, que obteve ganhos de 60,5% no preço médio observado ao longo de 2015, comparado a igual período de 2014.

Na suinocultura, a elevação dos preços também vem impulsionando o faturamento bruto do segmento, embora de maneira mais modesta quando comparado com a avicultura. O crescimento previsto da suinocultura é de 6,9%. O setor deve faturar R$ 14,8 bilhões em 2015.

Fonte: Udop, com informações da Agência Brasil (escrita por Stênio Ribeiro com edição de Aécio Amado)