Usina para fabricação de etanol de milho e sorgo será construída em 2013

Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/usina-para-fabrica--231---227-o-de-etanol-de-milho-e-sorgo-ser--225--constru--237-da-em-2013_161840.html Imagem retirada de http://agrolink.com.br/noticias/usina-para-fabrica--231---227-o-de-etanol-de-milho-e-sorgo-ser--225--constru--237-da-em-2013_161840.html

17/12/2012

O município de Lucas do Rio Verde (350 km de Cuiabá) ganhará uma usina para produção de etanol a base de milho e sorgo, com cerca de US$ 100 milhões de investimentos. A informação é do prefeito Marino Franz (PDT) e, segundo ele, as obras começam no segundo semestre de 2013.

Conforme o prefeito, os estudos de viabilidade econômica começaram no início deste ano e já estão bem avançados. Após a planta entrar em funcionamento, serão processados inicialmente oito milhões de sacas de milho e extraídos 190 milhões de litros de etanol. A industrialização será por meio de um processo biológico, sem a utilização de substâncias químicas e com aproveitamento do DDG (grãos secos por destilação, sigla em inglês), na produção de ração.

Na quarta-feira (12), pesquisadores e representantes de grupos americanos, responsáveis pela implantação de mais de 100 indústrias nos Estados Unidos estiveram em Lucas do Rio Verde e ficaram impressionados com o potencial econômico da região.

Para o prefeito, a nova alternativa pode se tornar em médio prazo um importante incremento não somente na economia do município, como em todo o Estado. Na última safra, Lucas do Rio Verde colheu mais de um milhão de toneladas de milho, com boa parte da produção exportada para Ásia e Europa.

“Com a indústria de etanol, vamos mais uma vez incentivar a produção de milho na região, agregar valor a nossa matéria-prima, gerar empregos e renda para a população local", manifestou-se o prefeito, por meio da assessoria de comunicação.

Será a segunda usina em Mato Grosso que estará apta a extrair etanol de milho e sorgo. A primeira já fez testes este ano, em Campo Novo dos Parecis (590 km a Oeste de Cuiabá). A planta conseguiu extrair um litro de etanol a cada 2.6 quilos de DDG.

Fonte: AgroOlhar, com informações do Sinop, escrita por Alexandre Alves