Valor bruto de produção: cana ocupa o terceiro lugar do ranking

Imagem: Svilen Milev, SXC Imagem: Svilen Milev, SXC

16/04/2012

O Valor Bruto da Produção (VBP), que é a soma do valor das principais lavouras do país, está estimado em R$ 218,63 bilhões em 2012, segundo a Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgados nesta quinta-feira, 12 de abril. Os dados são obtidos com base nos resultados verificados no mês de março. Depois do algodão (27,2%); batata inglesa (156,7%); a cana-de-açúcar teve o valor bruto de produção 20% maior. Segundo o Mapa, a liderança desses itens leva em conta os preços favoráveis e os melhores níveis de produção. 
Para o coordenador de Planejamento Estratégico do Mapa, José Garcia Gasques, o que chamou atenção nas projeções desse mês foi que pela primeira vez ao logo da série (o estudo é feito desde 1997), o valor da produção da cana-de-açúcar de R$ 46,85 bilhões superou o valor da soja, R$ 46,13 bilhões. O resultado reflete, segundo ele, os efeitos da seca sobre a produção de soja no Sul do país e também a tendência persistente de aumento do valor da produção de cana ao longo dos anos analisados. 
O Valor Bruto da Produção (VBP), que é a soma do valor das principais lavouras do país, está estimado em R$ 218,63 bilhões em 2012, segundo a Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgados nesta quinta-feira, 12 de abril. Os dados são obtidos com base nos resultados verificados no mês de março. Depois do algodão (27,2%); batata inglesa (156,7%); a cana-de-açúcar teve o valor bruto de produção 20% maior. Segundo o Mapa, a liderança desses itens leva em conta os preços favoráveis e os melhores níveis de produção. 

Para o coordenador de Planejamento Estratégico do Mapa, José Garcia Gasques, o que chamou atenção nas projeções desse mês foi que pela primeira vez ao logo da série (o estudo é feito desde 1997), o valor da produção da cana-de-açúcar de R$ 46,85 bilhões superou o valor da soja, R$ 46,13 bilhões. O resultado reflete, segundo ele, os efeitos da seca sobre a produção de soja no Sul do país e também a tendência persistente de aumento do valor da produção de cana ao longo dos anos analisados. 

Fonte: ProCana Brasil, escrita por Andréia Moreno