Vendas mato-grossenses avançam com milho

Imagem retirada de http://www.agrolink.com.br/noticias/vendas-mato-grossenses-avan--231-am-com-milho_167516.html Imagem retirada de http://www.agrolink.com.br/noticias/vendas-mato-grossenses-avan--231-am-com-milho_167516.html

15/03/2013

A receita das exportações mato-grossenses, neste primeiro bimestre do ano, está 59% acima do registrado em igual período do ano passado. Nos últimos dois meses as vendas somaram US$ 2,10 bilhões, ante 1,32 bilhão. Ao contrário de 2012, quando no final de janeiro e meados de fevereiro já havia muita soja deixando o Estado, em consequência da colheita antecipada, neste ano o clima reteve os trabalhos no campo e a boa performance se deve ao milho da safra 2012 que ainda está sendo movimentada.

O peso no grão na pauta estadual, assim como parcelas com soja e algodão, fez a diferença no mês passado: dos US$ 2,10 bilhões acumulados em vendas, US$ 2,02 bilhões foram originados somente com o comércio dos produtos do agronegócio, ou seja, 97%. Os dados foram divulgados na quinta-feira, pela secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme).

Na comparação entre o faturamento registrado em fevereiro deste ano ante igual mês do ano passado passou de US$ 681 milhões para o recorde observado na série histórica do mês: US$ 1,08 bilhão.

De acordo com o secretario da Sicme, Alan, Zanatta, a soja sempre foi o principal produto exportado, mas a grande safra em 2012 contribuiu para alavancar o milho como produto de exportação. “Temos muito milho estocado e o preço está bom. Com a quebra da safra norte-americana, surgiram oportunidades e o setor agropecuário está vendo no milho uma forma de agregar valores neste seguimento”.

O milho registra receita de US$ 1,04 bilhão, representando 50% das exportações do primeiro bimestre, seguido dos resíduos sólidos da extração do óleo de soja US$ 247,51 milhões (13,05%) e a soja, mesmo triturada com US$ 259,57 milhões (12,34%).

As importações também registraram alta de 23%. Os negócios passaram de US$ 208,83 milhões em 2012, para US$ 256,84 milhões neste bimestre.

A balança comercial mato-grossense, diferença entre as cifras movimentadas na importação e na exportação - encerrou o bimestre com superávit de US$ 1,84 bilhão, 65,7% acima do saldo de igual período do ano passado, US$ 1,11 bilhão, e ocupando a 6ª posição no ranking dos estados brasileiros que mais exportam.

Conforme dados da Sicme, Mato Grosso continua liderando as exportações do Centro-Oeste com 57% de participação, seguido por Goiás 22%, Mato Grosso do Sul 18% e Distrito Federal 1%.

DESTINOS - Os países asiáticos seguem como os maiores consumidores da pauta mato-grossenses. A Coréia do Sul lidera os negócios do bimestre registrando alta de 15,52%, em seguida Japão com 9,88% e China representando 9,81%. Já Bolívia, China e Rússia, foram destinos das compras estaduais, representando 17,53%, 10,42% e 9,10% respectivamente do total demandado no acumulado dos últimos dois meses.

Fonte: Diário de Cuiabá, escrita por Marianna Peres